quarta-feira, dezembro 21, 2005

Futebol: Sporting 3-0 Rio Ave - Análise Individual


Ricardo (4) - Simplesmente impecável, único calafrio numa saida fora da area sendo de resto intransponivel, Ricardo merece hoje ouvir palmas mais que a maioria pois todos sabemos o que passou durante os últimos meses, mais uma vez deixou a sua baliza inviolável e conseguiu subir o seu registo para 2 golos sofridos nos últimos 5 jogos e sem culpas em nenhum.

Rogério (-) - Os últimos minutos com a camisola do Sporting acabaram da maneira que ninguém gostaria, Rogério de saída para o Fluminense saiu lesionado e a chorar para a imensa multidão que o ovacionava de pé, foi a saída de cena de um grande senhor, um profissional de mão cheia que todos sentiremos saudades.

Tello (4) - Excelente o internacional do Chile, mais uma vez como lateral esquerdo Rodrigo Tello conseguiu desta vez imprimir velocidade e intencionalidade na ala esquerda, muito bom a atacar, sempre disponível para integrar o jogo colectivo, das melhores partidas do chileno dos últimos tempos, assistência para o golo de Tonel.

Tonel (4) - Primeiro golo na liga com a camisola do Sporting seria suficiente para dar uma nota positiva ao jovem central das escolas do FC Porto, no entanto não basta isso para qualificar a exibição do hoje em dia melhor central do Sporting, ele esteve impecável, transmitindo segurança quer no jogo aereo quer a flor da relva, muito bem Tonel.

Polga (3) - Algumas falhas e cortes mal feitos mancharam a exibição do ex-jogador do Grêmio de Porto Alegre, no entanto temos que elogiar as coisas boas que conseguiu ir fazendo, está a subir de forma mas tem que se livrar dos constantes lapsos.

Custódio (3) - Melhor que no jogo anterior, Custódio podia ter inaugurado o marcador na sequência de uma bola parada, não conseguiu e pautou o seu jogo pela regularidade, ainda fora de forma tenta recuperar da melhor maneira.

Sá Pinto (4) - Batalhador incansável, Ricardo Coração de Leão não primou pela técnica na partida de hoje, lutou e levou a equipa para a frente mesmo quando parecia estar de rastos, Sá Pinto encarna bem a mentalidade leonina e tal não ficaria melhor demonstrado no facto de no final do desafio ir oferecer a sua camisola à claque Directivo Ultras XXI, Sá Pinto é um grande leão.

João Moutinho (2) - Abaixo do normal o jovem leão acabou o desafio lesionado depois de muitos minutos sem conseguir exponenciar todo o seu futebol, merece o descanso como ninguém pois é um dos jogadores mais utilizados nesta época desportiva.

João Alves (3) - O melhor jogo de João Alves pelo Sporting e não só pela assistência para o 1-0, o transmontano tentou sempre pegar no jogo da equipa na primeira parte e era o primeiro a levar a equipa para a frente, quebrou um pouco na segunda parte devido ao recuo em virtude da saída de João Moutinho e consequente entrada de Carlos Martins para a posição 10.

Deivid (1) - Eclipsado durante todo o jogo o fenomenal avançado brasileiro não consegue pegar de estaca na equipa e com a presença de Liedson mais dificil o fica, não se entendem como deviam, saiu lesionado e não se sentiu a sua falta.

Liedson (5) - Liedson foi Pai Natal Verde no dia de hoje, passou de vilão para herói, do Estrela para o Rio Ave, hoje Liedson quis resolver e tudo fez para o fazer, lutou até a exaustão, parecia mais motivado que nunca, marcou 2 golos, podia ter marcado mais, e mais que isso até ao meio campo vinha recuperar bolas, o Homem do Jogo.

Miguel Garcia (4) - Muito bem mais uma vez o jovem alentejano cumpriu com distinção na função entregue a Rogério no inicio do jogo, bem a defender e hoje também bem nas várias súbidas que realizou até a area contraria, Força Miguel estamos contigo!

Nani (3) - Jogou a 2ª parte e jogou bem, melhor que Deivid, conseguiu várias jogadas bem conseguidas e deu mais apoio ao meio campo, hoje jogou vindo do banco mas não amuou nem desperdiçou esta bela oportunidade, esteve bem.

Carlos Martins (3) - Nitidamente a procura da melhor forma, o número 5 verde e branco deixou pormenores de encantar a massa adepta leonina, classe de bem jogar, toque de bola como só ele sabe, é jogador.

5 comentários:

Thor disse...

Desculpem mas não concordo nada com a nota do Deivid. Ele é o ponta-de-lança que segura a bola no meio-campo adversário. Liedson não tem essas caracteristicas. Ontem, Liedosn brilhou na 2ª parte quando existiam espaços de sobra no meio-campo defensivo e defesa do Rio Ave. Podemos jogar com o Nani e o Liedson, quando jogo está aberto, e existe espaço livre entre linhas no ataque. Espaço entre os médios e os defesas do adversário, permitindo assim que os nossos jogadores embalem com a bola controlada para cima dos defesas e para a baliza.

bgvp disse...

Talvez através da tv tnhas outra percepção do jogo do Deivid, mas ontem claramente posso afirmar o que disse pois ele jogou praticamente sempre descaido na direita mesmo junto ao meu lugar quase...logo deu para acompanhar bem as movimentações, e não esteve nada feliz. No entanto admito que é um belissimo jogador e que se jogasse o jogo todo até poderia melhorar mto mas lesionou-se antes do fim da primeira parte e hipotecou ai as hipoteses de subir a nota.

Krassimiro disse...

Gostava de deixar alguns comentários a alguns jogadores..

Desde logo o nosso guarda-redes, Ricardo, que tem vindo a melhorar o (paupérrimo) nível exibicional que apresentou no início da época. Será que ainda não percebeu, ou até mesmo, que ninguém lhe explicou, que é tão importante impedir que a bola entre na baliza como evitar que vá parar aos pés de um adversário quando não a consegue segurar? Pois é.. ele abusa deste tipo de lances.. socando a bola para a sua frente, e caso um advesário a apanhe.. aí já não há defesa possível.

O nosso defesa esquerdo improvisado Tello. Não é o craque que diziam ser quando veio mas é um jogador acima da média, principalmente no último passe e até mesmo a rematar. É sem dúvida quem melhor centra na nossa equipa. Agora não lhe peçam para ser o defesa que não é. De resto, e devido às fracas equipas que nos aparecem no campeonato, até me parece o jogador mais indicado para aquela posição.. mas contra adversários de maior qualidade ofensiva.. é preciso um substituto (que até talvez possa ser o André Marques).

O nosso trinco, Custódio, é um jogador que só defende. Muito pouco para um médio que apenas vais à área adversária nos lances de bola parada. Por uma vez ontem pegou na bola e levou-a para a frente, criando logo um desequilibrio na defesa contrária. Será que não há confiança para o fazer mais vezes? Ou será mesmo falta de qualidade?

O nosso capitão, Sá Pinto, é um guerreiro. Nunca desiste e por isso não lhe podemos apontar falta de entrega e de querer. O pior é que já quase nada de bom sai dos seus pés. É essencial para a equipa, mas é necessário encontrar um substituto (no mercado de Inverno?) que dê maior qualidade ao nosso jogo.

bgvp disse...

Boas krassimiro ;) bem analisado.

No que toca ao Tello, levou desde cedo a responsabilidade de corresponder ao valor que dizem termos pago por ele, na realidade dizem que pagamos 1,5mc por ele mas no Chile dizem que so lá entrou 300mc, o resto foi desviado agora por quem não sei... e se não tivesse tal pressão talvez os adeptos fossem mais simpáticos com ele e o apoiassem mais. É um dos jogadores com mais e melhores passes para golo do Sporting e mesmo do campeonato. Lembram-se que foi o 2º a seguir a Deco a 2 epocas?

Custodio não esta mto bem, não avança, limita-se a ficar naquele quadrado, está a defender melhor e a aperfeiçoar-se nas bolas paradas mas em termos ofensivos quase nulo neste momento, n é sei o que se passa mas até o Loureiro tava a jogar melhor.

Qto ao Sá...enfim o Sá é enorme, entusiasma, mas é mais coração que cabeça, mas quantas x não é preciso um jogador assim? Não podem é ser todos...e sem dúvidas precisamos de um titular pq o Sá já só está para 45m...60m... um pc cm estava o Barbosa.

Anónimo disse...

O Sá Pinto é claramente um jogador a menos no sporting, tirando um jogo na época passada em que fez 2 golos, nunca vi nada de produtivo que tivesse feito pela equipa.