segunda-feira, maio 08, 2006

Futebol: Breve resumo das 18 equipas da 1ª liga

1- FC Porto - Um plantel fortissimo e extenso, a entrada de Adriano e o ressurgimento de McCarthy fizeram do Porto de Co Adrianse uma equipa mais eficaz e assim deram-lhe um justo campeonato para o qual muito fizeram por merecer Hélton, Pepe, Paulo Assunção, Lucho González e Ricardo Quaresma.

2- Sporting - Após a entrada muito negativa com José Peseiro, Paulo Bento conseguiu unir a equipa e maximizar os pontos fortes e minimizar os fracos, lembram-se que sofriamos golos de bola paradas todos os jogos? Faltou mais opções e uma ponta de sorte no jogo do titulo. Excelente época de Ricardo, Tonel, Polga, Sá Pinto, Moutinho e Liedson acompanhados pela entrada em Dezembro de Abel e Caneira.

3- Benfica - Melhorou o plantel mas perdeu a coesão do grupo, tinha na união dos jogadores o ponto forte que Koeman estragou ao apostar em jogadores chegados e sem provas dadas, uma boa campanha na Liga dos Campeões não esconde o falhanço no campeonato, jogadores como Luisão, Petit, Simão e Nuno Gomes continuaram a ser os melhores.

4- Braga - Tinha um plantel vasto com um 11 de grande qualidade assente sobretudo na enorme coesão defensiva, a saída de Abel, Nunes e Jorge Luiz em Dezembro deitou parte da estratégia a perder, destacou-se pela positiva a produção de Paulo Santos, Nem, Andrés Madrid e João Tomás.

5- Nacional - Com um orçamento pago por todos os contribuintes esta equipa comandada por um treinador e um presidente que deixa muito a desejar mostrou qualidade da parte dos seus executantes, destacaram-se Avalos, Goulart, Miguelito e André Pinto numa carreira marcada pelo objectivo falhado de lutar pelos mesmos objectivos do Sporting.

6- Boavista - Um Boavista diferente dos últimos anos, o de Carlos Brito, com um melhor futebol mas com piores resultados, começou mal, melhorou bastante e acabou pior com 10 jogos sem ganhar o que inviabilizou a chegada a UEFA, no entanto, uma boa época para jogadores como Tiago, João Pinto ou Paulo Jorge.

7- União de Leiria - Jorge Jesus operou mais um milagre neste campeonato, de uma equipa amorfa com José Gomes conseguiu tornar uma equipa que lutou para vencer em qualquer campo acabando por fazer um campeonato tranquilo, destacaram-se Costinha, João Paulo, Fábio Felicio e Maciel.

8- Vitória de Setúbal - Uma primeira parte do campeonato sensacional com Norte de Matos marcada pelos salários em atraso permitiram ao Vitória fazer um campeonato tranquilo estreando o antigo jogador Hélio como treinador e atingindo a final da Taça de Portugal para defender o troféu conquistado na época anterior, destacaram-se na parte inicial do campeonato Moretto, José Fonte e Dembelé e na fase final Varela e Carlitos emprestados por Sporting e Benfica respectivamente.

9- Estrela da Amadora - Uma das surpresas deste campeonato, com um dos orçamentos mais curtos e com dificuldades extremas o Estrela venceu FCP e SCP e demonstrou que tinha armas para jogar em qualquer campo mostrando jogadores como Bruno Vale, Tony, Santamaria, Mauricio, Semedo e Manu.

10- Marítimo - Uma desilusão este Marítimo de Juca, Bonamigo e Ulisses, salvou-se nas últimas jornadas após muito sofrer e demonstrar que por vezes os milhões pouco fazem mais do que atrapalhar, destaca-se ainda assim Marcos, Van der Gaag, Wenio e Zé Carlos.

11- Paços de Ferreira - Com um futebol operário à imagem do seu treinador, este Paços de José Mota alternou o melhor com o pior mas não esqueçamos que tem um dos orçamentos mais baixos da liga e no entanto conseguiu mostrar Didi, Edson ou Júnior.

12- Gil Vicente - Do Gil se pode dizer que talvez seja a equipa mais defensiva de todos os campeonatos, não porque se limita a defender é certo mas porque opta por autocarros em quase todos jogos, no entanto e favorecendo os méritos a quem os tem, sabe defender e sabe contra-atacar e melhor que o Gil em bolas paradas não há ninguem, assim o atentam os golos marcados pelos centrais Marcos Antonio e Gregory a passes dos sempres talentosos Carlitos e Nandinho.

13- Naval - Uma equipa fraquissima que roubou pontos ao Sporting e ao Benfica, valeu-se sempre do espirito de luta para esconder as enormes fragilidades de um plantel que demonstrou não ter nível para a 1ª liga mas que conseguiu sobreviver muito graças a bons pormenores de Lito e Bruno Fogaça.

14- Académica - Com um treinador experiente e dado a batalhas deste tipo, a Académica voltou a sobreviver no entanto sem deixar de sofrer bastante, Nelo Vingada baseou o seu estilo de jogo numa defesa e num meio campo compacto e na acção do seu ponta de lança, Marcel na 1ª volta e Joeano na 2ª foram as figuras da equipa juntamente com Pedro Roma, Zé Castro e Roberto Brum.

15- Belenenses - Desilusão tremenda para os do Restelo, de um objectivo Europeu para uma 2ª liga, de Carvalhal a Couceiro, nada melhorou muito pelo contrário, o Belenenses entra para a história ao ser a 1ª equipa a descer dispondo do melhor marcador Meyong, além dele também Marco Aurélio, Amaral, Ruben Amorim se destacaram em tanta mediocridade.

16- Rio Ave - A mudança técnica no inicio da época fez com que o Rio Ave alterasse o seu processo de jogo e perdesse assim a identidade que dispunha com Carlos Brito, António Sousa não foi feliz e nem a sua saída fez alterar o caminho de uma equipa onde apenas Mora, Zé Gomes ou Gaúcho mostraram ter algum nivel superior.

17- Vitória de Guimarães - Excessivamente marcados pela campanha uefeira os vitorianos nunca se encontraram no campeonato nacional, com jogadores fabulosos na frente de ataque como Saganowski, Dário, Antchouet, Targino e Manoel, foram mesmo um dos piores ataques do campeonato, nem o apoio de Benachour e Wesley trouxe algo de positivo, nem as defesas de Nilson, ou a experiencia de Cleber, Rogério Matias ou Flávio Meireles, o Vitória foi uma decepção total e a culpa não pode ser só apontada a Jaime Pacheco e Vitor Pontes.

18 - Penafiel - Luis Castro merece uma menção de destaque, conseguiu não ser despedido mesmo somando so 15 pontos, quem perdeu pontos com o Penafiel? Destaques? Só mesmo o facto dos dourienses evitarem as goleadas à antiga, foram perdendo sempre por poucos.

8 comentários:

Thor disse...

Excelente resumo e deixas tudo praticamente dito. Apenas acrescentar que na minha opinião as descidas de Belenenses e Guimarães estão directamente ligadas ao trabalho incompetente dos pseudo-técnicos que as orientaram, nomeadamente Couceiro e Vitor Pontes. Claramente, Carvalhal é muitissimo mais capaz que Couceiro e o Belém ficou a perder com a troca. Já no caso do Vitória, tanto Pacheco como Pontes estão mais ou menos nivelados... por baixo. Resultado? 2 equipas com excelentes jogadores (planteis muito superiores a Paços, Naval, Gil, Académica) despromovidos.

P.S.: E que tal as palavras de Rui Santos ontem na Sic a associar Carvalhal á Gestifute (a propósito de uma mais que possivel ida para Braga) e a uma influência sobrehumana que Jorge Mendes tem no futebol português. Curiosamente, nunca o ouvi falar da influência de José Veiga, essa sim real e mal-intencionada. Será por Veiga estar no Benfica e Rui Santos afinal ter uma preferência clubistica não assumida?

Marco Aurélio disse...

Falta um mês para a copa. Daqui para frente provavelmente falaremos muito sobre futebol nos Blogs. Não podia deixar de lembrar o incidente no estádio do Pacaembu aqui no Brasil, na derrota do Corinthians por 3 a 1 para o River Plate. Aproximadamente 25 pessoas ficaram feridas. Devemos pensar seriamente na possibilidade de extinguir as torcidas organizadas. Seus integrantes que geraram a confusão.

Um abraço

Marco Aurélio

RG disse...

Pessoal , depois de algum tempo fora permitam-me que vos dê os parabens pelo post e pela análise feita.Só queria levantar uma ou duas questões: 1º acho que tão ou mais importante que o McCarthy foi, infelizmente para nós,o aparecimento do Adriano, que potenciou muito do poder ofensivo dos construtores de jogo do Porto. Queria também e em relação ao que mais nos interessa perguntar o seguinte: penso ser pacífico que temos necessidade premente de, pelo menos 2 jogadores: um médio de centro de grande qualidade( tipo Balacov, "Rocha", enfim...alguem como eu pensava que pudesse ser Ramagnoli) e um ponta de lança para jogar com Liedson.Paulo Bento conseguiu escolher bons reforços para organizar atrás. Acham que também conseguirá acertar em reforços para a zona de construção e de finalização? Cumprimentos leoninos.

PPA disse...

visitem:
http://bola-na-trave.blogspot.com/
e leiam:
- Koeman é grande vencedor na Holanda
- Moretto relega Ricardo para o 3º lugar...

C. Vilafanha disse...

Gostei do resumo e das análises que me parecem justas.
.
http://toxicidades.blogspot.com

Apre disse...

Correcção o Marco Aurélio destacou-se pela negativa, custou-nos uns 5 pontos pelo menos, e não foram nos jogos com o Sporting.

bgvp disse...

apre acho que estás a ser ingrato... por ter estado mal em 3 ou 4 jogos... agr que desceram ja nao presta... de certo viste o belenenses melhor que eu pq nem todos os jogos deram na tv mas... ele nao tem culpa da passividade da defesa e do meio campo em tantos jogos...

Apre disse...

E a passividade dos arbitros tb, para vocês o Record é credivel por isso aqui vai a Liga da Verdade do Record de hoje:

Para que duvida da justiça da permanência do BELENENSES, aqui vai a classificação da LIGA DA VERDADE do RECORD de hoje com os pontos de BENEFICIOS:

1ºPorto -2 (prejudicado)
2ºSporting -2 (prejudicado)
3ºBenfica 0 (sem saldo)
4ºBraga -2
5ºNacional -5
6ºLeiria -3
7ºBoavista +5 (beneficiado)
8ºSetubal -1
9ºBELENENSES -5 (prejudicado em 5p)
10ºE.Amadora +2
11ºGil Vicente -3 (prejudicado 3p)
12ºMaritimo +4
13ºP.Ferreira +3
14ºNaval +2
15ºAcadémica +3 (beneficiada 3p)
16ºGuimarães +1
17ºRio Ave +4
18ºPenafiel -3

Esta é a classificação da LIGA DA VERDADE segundo o RECORD.