domingo, março 19, 2006

Futebol: UD Leiria 0-1 SPORTING (Nani) - Análise Individual

Ricardo (4) - O internacional português cumpriu mais um jogo sem sofrer golos e transmitiu uma segurança impressionante alicerçado em toda a defensiva verde e branca.

Abel (4) - Excelente jogo do licenciado em Educação Fisica, Abel mostra que tem uma cultura táctica acima da média, defende e ataca, mas sempre previligiando os movimentos colectivos, hoje mais uma vez, esteve muito bem.

Tonel (4) - Mais um grande jogo do central formado nas escolas do FC Porto, os que viam nele o sucessor de centrais como Fernando Couto ou Jorge Costa começam agora a receber a confirmação desse facto apenas alterado no facto de agora jogar de verde e branco.

Polga (4) - Imperial o Campeão do Mundo teima em mostrar as insignias, mais um jogo brilhante daquele jogador que não engana, os tempos de turbulência passaram e Polga está cá para se mostrar.

Tello (3) - Influente a atacar mas desastrado nas marcações, várias vezes ultrapassado na ala esquerda da defesa, chegou-se a sentir a falta de Caneira na primeira parte, no entanto com o desenrolar do desafio melhorou e foi importante no caudal ofensivo da equipa.

Custódio (3) - Ordens para defender ou não o que é certo é que Custódio não brilha como antes, no entanto na sua função esteve minimamente razoavel, de questionar apenas duas entradas leirienses com remates de fora da area na area de jurisdição do jovem leão.

Carlos Martins (4) - Que grande jogador, hoje durou quase 80m e esteve quase sempre muito bem, o verdadeiro motor da equipa, o maestro de uma orquestra que teima em lutar para vencer, é evidente que Martins é o 10 que joga com 5, é simplesmente deliciosa a maneira como controla e passa a bola, apenas ao alcance dos predestinados.

Moutinho (4) - Um jogador tal como um homem não se mede aos palmos e Moutinho é enorme em atitude, é daqueles jogadores que impressiona, está em todo o lado, é constantemente massacrado pelos adversários e no entanto nunca desiste de uma bola, é um médio de alta rotação que nasceu para ser campeão.

Nani (4) - Tal como Martins... tem pormenores deliciosos, o golo favorecido um pouco pela sorte também é exemplo disso, tal a classe como domina a bola, mantêm a progressão e consegue manter a calma para olhar para a area e depois ter um pouco de sorte, mas Nani hoje foi mais que isso, Nani apoiou a defesa, Nani procurou apoiar-se no colectivo e quando é assim só pode estar de parabéns.

Sá Pinto (4) - Raça, Carácter, Atitude, Devoção, Dedicação, Luta, Ambição, podia continuar aqui a noite toda, ele é o homem que não desiste de uma bola, ele é o homem que luta por nós, é o prolongamento de qualquer adepto que ame o seu clube, ele é Ricardo Sá Pinto.

Liedson (4) - Não marcou mas teve uma tarefa de impressionante qualidade ao segurar 4 defesas leirienses, deu luta a todos, disputou todas as bolas, foi de uma entrega contagiante, é um fora de série mesmo quando não marca.

Deivid (1) - Entrou para prender os defesas adversários e para procurar dar um pouco mais de profundidade a equipa, mas notou-se a diferença na atitude em relação a Sá Pinto, é daqueles jogadores que não engana, tem qualidade mas é tão macio....

João Alves (2) - Mais uma entrada táctica do flaviense, entra sempre em alturas que o importante é ajudar a equipa e mais uma vez entrou e não deslumbrou mas cumpriu.

Miguel Garcia (-) - Na falta de Hugo entrou Garcia para ajudar a defender.

6 comentários:

Anónimo disse...

Moutinho e um jogador unico no mundo. Tem tudo,menos altura...Forca enorme Moutinho continua assim!!

Cherbakov disse...

:) Tivemos fortuna no golo, mas como diria aquele rapaz que espetou um Bentley esta semana...

"Não temos tido sorte...como se sabe, a sorte aparece a quem trabalha..."

Mais palavras para quê? 100% de acordo, a sorte aparece a quem trabalha.

Jean-Paul Lares disse...

Essa do Nani é que não entendo...

Thor disse...

Excelente análise. Apenas algumas observações que gostaria de deixar:
- centro da defesa e Abel simplesmente intrasponiveis;
- Tello péssimo defensivamente na lateral esquerda (entra á queima a bolas em que é óbvio que é o último homem naquele flanco);
- Martins enorme jogo e aquela bomba na trave merecia golo;
- Nani esteve bem e fez um bom jogo mas na 1ª parte divide com Tello algumas perdas de bola infantis na ala esquerda que têm forçosamente que ser evitadas (certamente ganhará muito com o regresso de Caneira para as suas costas);
- Deivid entrou mal no jogo, nunca conseguindo entrar no ritmo da partida. Precisa de confiança para perder um pouco desta atitude displicente de ontem. Mas entradas destas em campo não ajudam a que PB lhe dê essa mesma confiança.
- João Alves parece estar a querer perder o medo de vestir a camisola masi linda do mundo. Começo a pensar que com mais minutos tenderá a soltar-se e quem sabe a começar a demonstrar o valor que se lhe reconheceu em Braga.

Agora, vamos ao Dragão para discutir o jogo com cariz diferente (citando PB), a eliminar e por isso onde vamos dar tudo com a atitude que esta equipa já demonstrou em todas as recentes partidas. Citando agora Jorge Jesus (e discordando) "o Sporting pode não ter um futebol tão técnico como o Porto ou o Benfica, mas tem uma agressividade que o torna uma equipa forte", é isso mesmo, agressividade a rodos para o Dragão só que com um futebol técnico pontuado por grandes executantes do melhor que há em Portugal como Martins, Nani, Liedson, Moutinho.
ACREDITO QUE ESTAREMOS NO JAMOR! FORÇA SPORTING!

Thor disse...

Vejam o link do meu grito de indignação face ao avolumar da violência nos nossos campos de futebol

http://poderthor.blogspot.com/2006/03/estou-farto-de-assistir-violncia.html

Cherbakov disse...

Jean-Paul, o que não entendes do Nani?