segunda-feira, outubro 02, 2006

Apitos e Assobios: Rui Alves

O Nacional da Madeira terá aliciado árbitros na época 2003/2004, proporcionando-lhes «noitadas», de acordo com documentos incluídos no processo «Apito Dourado» citados esta segunda-feira pelo Correio da Manhã.

No referido jornal pode ler-se que o presidente do clube insular, Rui Alves, foi mesmo constituído arguido, sendo que o seu caso foi arquivado por não ter sido provada uma ligação entre os encontros com prostitutas e o eventual favorecimento por parte dos árbitros.

in www.abola.pt

5 comentários:

LionHeart disse...

Com toda a vassalagem que o anormal prestou ao FC Porto, mandando para lá jogadores de borla e impedindo-os de vir para o Sporting, a mim parecia-me óbvio que o tipo estava comprometido com o sistema.

E andou este atrasado mental a dizer que era do mesmo campeonato do Sporting...

Este ano, não conseguiu ser escolhido para presidente da Liga, não consegiu impugnar as eleições e ficou fora do sistema. O resultado está à vista: o Nacional é um dos últimos e este ano, se os deuses ajudarem, desce de divisão.

Saudações Leoninas,

PPA disse...

Já nada me espanta, e muito menos isto vindo de RUI ALVES!

Uma pergunta: se o Nacional jogou na UEFA no estádio dos Barreiros; porque carga de água é que o Sporting tem que ir sempre aquele Quintal na Choupana?
Já o Gil Vicente era a mesma m*rda, o FCP e SLB jogavam em Braga no 1º de Maio e nós tinhamos sempre que ir ao Quintal deles!

PPA disse...

Tanto me faz que vão para a 2ª como não!
Quero é que o Sporting ganhe!

PPA disse...

Atenção que nós já lá ganhamos, e ainda falta o FCP e o SLB irem lá.
O FCP jé sei que passa, quanto ao SLB vamos ver!

LionHeart disse...

ppa:

Eu também quero acima de tudo que o Sporting ganhe. Mas "quem não se sente não é filho de boa gente". E eu senti-me particularmente ofendido por este animal. Primeiro quando deu o dito por não dito após um acordo verbal com Soares Franco, e ainda o veio insultar dizendo que no mundo dos negócios a palavra não conta. Eu também actuo no mundo dos negócios e para mim, a palavra é tudo. Depois ofendeu-me quando disse que o Sporting era do mesmo campeonato do Nacional e saiu de Alvalade a dizer que tinha sido ameaçado de morte pelo Sá Pinto. Eu estava lá, e o Sá limitou-se a reforçar a indignação que todo o estádio nesse momento sentia, gritando em uníssono "palhaço".

Eu que sou um adepto do fair-play, a este não lhe desejo sucesso nenhum. Anseio pelo 2ª volta para o receber em Alvalade e dizer-lhe alto e bom som o que penso dele, e fartava-me de rir se as coisas lhe corressem mal.

Saudações Leoninas,