sábado, setembro 09, 2006

Futebol: Nacional 0 SPORTING 1 (Nani)

Num campo tradicionalmente dificil, o Sporting arrancou um dificil mas merecidissimo triunfo após um brilhante golo de Nani, o 2º no campeonato e o 3º num espaço de 2 semanas após o golo marcado na Dinamarca pela Selecção A na sua estreia como internacional.

O Sporting que não vencia na Choupana em encontros do campeonato desde 1990 como muitos fizeram questão de relembrar antes do inicio do jogo, mas que se esqueceram que o clube do Sr. Engº passou 12 dos últimos 16 anos em divisões mais consentâneas com o seu real valor, passando da 2ªB à 2ª liga, conseguiu assim matar uma das malapatas dos últimos anos ao vencer um clube sem culpa dos dirigentes que tem.

O jogo foi um jogo tipicamente de inicio de época, muita luta e não muita qualidade, mas naquele recinto muito não se poderia pedir, desde as reduzidas dimensões, passando pela constante pressão do público adversário e acabando no jogo agressivo da equipa da casa, o Sporting conseguiu marcar um belissimo golo por Nani (num lance com algumas dúvidas) e apartir daí limitou-se a controlar o jogo e partir para o contra-ataque várias vezes cortado por incompetência dos srs. árbitros auxiliares no julgamento da lei do fora de jogo e também através de faltas constantes da parte da equipa alvi-negra usando e abusando do cotovelo com ou sem bola na próximidade, algo que o sr. arbitro Paulo Paraty recentemente ilibado de ter prejudicado o Sporting intencionalmente num jogo contra o Gil Vicente na época de 2003-04 permitiu chegando ao ridiculo de um jogador do Nacional empurrar o sr. Paraty e este não o expulsar, além de ter uma enorme facilidade em puxar do cartão para jogadores do Sporting e não seguir o mesmo exemplo para os jogadores da casa.

Quanto aos nossos jogadores em si, Ricardo esteve quase sempre bem excepto numa saída a cruzamento, Miguel Garcia também apenas um erro a relatar no momento em que ficou para tras numa arrancada de Alonso, Ronny esteve discreto mas cumpridor, Tonel e Polga completaram-se e dominaram toda a grande area, Miguel Veloso teve um trabalho seguro e eficaz numa posição inesperada (a de trinco), Moutinho igual a si próprio em todo o lado sempre constante, Romagnoli com momentos de magia e pouco mais, Nani incrivelmente motivado e sempre disposto para partir para cima dos adversários, Bueno melhor entrosado e fundamental no passe para o golo de Nani, Liedson extremamente lutador e incansável, Tello a dar mais profundidade ao meio campo, Alecssandro a estrear-se e a mostrar bons pormenores apesar de lento e João Alves para o duche.

O nosso treinador esse... mais uma vez bem, parabéns Paulo Bento, parabéns Sporting.

Mais 3 para o saco, já são 6.

Venha o Inter de Milão e agora é para ganhar!

5 comentários:

Cherbakov disse...

"num lance com algumas dúvidas" :)

Eu não tenho duvidas nenhumas...era falta...mto maus são os nossos refs...

EvOl rOmA disse...

venha o próximo.
O levesinho é o MAIOR!!!!!!!!!

EvOl rOmA disse...

venha o próximo.
O levesinho é o MAIOR!!!!!!!!!

bgvp disse...

Sem duvidas que era falta...

Thor disse...

Era falta.
Excelente Nani com golo soberbo e exibição global a condizer, sobretudo se atendermos ao facto de ter sido titular nos 2 jogos da selecção na Dinamarca e Finlândia.
Muito bem os centrais, Miguel Veloso, Moutinho (tacticamente) e Liedson (incansável).
Menos bem Romagnoli. Tem que fazer mais em termos de postura defensiva quando a equipa não tem a posse de bola. A equipa perde toda a capacidade de pressionar mais alto porque depois de Liedson e Bueno (mais integrado e entrega ao jogo assinalável) fica um espaço em aberto onde só Moutinho tentou tapar, mas não pode estar em todo o lado. No futebol europeu não existe aquele tipo de atitude de "marcação com os olhos"! Certamente um pormenor a rever por Paulo Bento e claro, pelo próprio jogador.
Uma palavra para Alecsandro que me pareceu um avançado com algumas caracteristicas diferentes das já existentes no plantel e que pode fazer a diferença num futuro já próximo.
Paraty - é a VERGONHEIRA habitual. Sendo que desta vez, ainda levou uma peitada do jogador do Nacional que decidiu não punir de tão amigável que terá sido. Pena tanta amizade do Cardozo não ter resultado num carinhoso MURRO NA TROMBA DE BOI CORRUPTO!!!!

P.S.: Desculpem a linguagem, mas este artista é daqueles que faz perder a cabeça de quem gosta de ver futebol.