quinta-feira, novembro 30, 2006

Propostas para modelos das competições Nacionais

Gostaria de começar por falar num assunto que sei é impossível de se modificar, pois nos dias de hoje a televisão “comanda” as datas e horas do futebol, o que até é mau, porque temos que levar com os jogos ás Sextas, Sábados, Domingos e até Segundas; muitas vezes á hora do jantar, o que até pode fazer mal á saúde.
Para mim todos os jogos deviam ser ao Domingo ás 16:00; e teria apenas transmissão televisiva o jogo mais importante.
Para mim a última jornada continua a ser espectacular com os jogos ao mesmo tempo e os golos a cair catadupa!

Modelo1:
Campeonato com 20 equipas a 2 voltas, descendo 4 equipas.
Liga de Honra com 2 zonas de 20 equipas cada, subindo 2 equipas de cada zona e descendo 4 equipas de cada zona. As zonas seriam Norte e Sul, correspondendo a Norte aos Distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real, Bragança, Aveiro, Coimbra, Viseu, Guarda e Castelo Branco. A Sul, aos restantes Distritos do País.
Para salvaguardar as zonas, e caso desçam por exemplo 4 equipas para a Zona Sul, as 2 equipas mais a Norte, jogariam na Zona Norte.

Modelo2:
Campeonato com 10 equipas a 4 voltas, descendo 2 equipas.
Liga de Honra com 2 zonas de 20 equipas cada, sendo que no final os 2 primeiros classificados de cada zona disputariam um campeonato a 4 equipas, subindo 2.

Desempates Pontuais:
Caso 2 (3 ou mais não!) equipas terminem igualadas em pontos para a conquista do campeonato, realização de eliminatória a 2 mãos tipo Competição Europeia.

Preço dos Bilhetes:
Proibido em situação alguma, um bilhete para um lugar normal nos estádios, passar de 10% do ordenado mínimo, digamos de 40€.

Arbitragem:
- Relatórios, Notas e Declaração de Rendimentos divulgados de forma livre pelos meios de comunicação interessados: Televisão, Rádio, Jornais, Internet…
Isto iria ser o “melhor amigo” dos árbitros que realmente pretendem ser honestos, pois quem não deve não teme e essa coisa do “quanto mais roubas” melhor classificado és, tem que acabar.
- Árbitros com erros grosseiros e técnicos, devidamente castigados, ou seja, com más Notas e de castigo 1,2 ou até mais jogos.
- Se possível, os árbitros também prestarem declarações, tipo conferência de imprensa, onde poderiam dizer coisas do género:
a) não marquei penalty porque me pareceu que foi bola na mão e não mão na bola.
b) não validei o golo, porque não tive a percepção de em algum momento a bola ter passado completamente a linha.
c) não expulsei o jogador porque não o vi a agredir o adversário…
- Melhores remunerações para os árbitros, para que sejam pessoas tranquilas em todos os aspectos e não sejam levados tão facilmente pela cobiça.

Disciplina:
Os cartões amarelos só contarem para a própria competição, para acabar com a chamada limpeza de cartões.

Taça de Portugal:
Sorteio totalmente livre e sem equipas a folgar, sendo que um só jogo decidiria tudo.
No caso das equipas serem de divisões diferentes, em caso de empate no final do prolongamento, a equipa da divisão menor passaria á próxima eliminatória. Caso as equipas sejam da mesma divisão haveria então desempate por penalties.
Apenas o jogo da final seria sempre decidido aos penalties, mesmo que as equipas fossem de divisões diferentes.

4 comentários:

bgvp disse...

Bem aqui ta uma proposta valida como tantas outras, mas ja se sabe...é dificil mexer com isto...o problema não está no nº de equipas mas sim com a mentalidade das pessoas, tanto adeptos como dirigentes, como treinadores como jogadores, na holanda jogam todos para a frente...podem levar goleadas mas não interessa...jogam bem...aqui sejam 10, 20 ou 30 clubes é ferrolho garantido...

Acho que deveria haver mais mudanças nem que fosse para diversificar um pouco, pq não tentar 10 equipas a 4 voltas?

Thor disse...

Mais um menos de acordo com a generalidade dos modelos aprsentados, menos nos seguintes pontos:
- Mais dinheiro para os árbitros? o rótulo de amadores é só mesmo isso, um rótulo. Um árbitro de 1ª categoria ganha bem.
- Eliminação no final do prolongamento da equipa do escalão superior caso empate, é levar demasiado longe a medida de facilitar a competitividade da competição, favorecendo os mais pequenos.

PPA disse...

Mas afinal a Taça de Portugal que interesse tem, é apenas uma consolação.
É muito mais gratificante discutir o título e ficar nem que seja em 2º ou 3º, mas discuti-lo; do que ganhar a Taça.

bgvp disse...

A realidade é que Taças é bom para quem ganha...ser 2º é 1º dos ultimos...ou ganhamos ou et ficamos lg na 1ª ronda... :p mas para os clubes pequenos era sp util...para se mostrarem...